Notícias

Barragem subterrânea melhora a vida da agricultora Maria Helena

Sexta, 04 Abril 2014 15:10
Barragem subterrânea melhora a vida da agricultora Maria Helena

A agricultora Maria Helena Sampaio mostra aos técnicos do P1+2 a barragem subterrânea construída em 2013.

O sorriso vem fácil no rosto de Maria Helena Sampaio. Aos 54 anos, a agricultora se orgulha de cultivar praticamente sozinha o terreno de aproximadamente um hectare ao redor de sua casa. Um pouquinho de tudo que precisam para se manter tem na propriedade. Feijão, milho, pepino, jerimum, cheiro verde. Fez questão de nos mostrar tudo o que plantou e agradece a Deus por não precisar pagar pela água que gasta com sua produção. A agricultora já chegou a pagar 200 reais por uma “carrada” do carro-pipa. “Desde janeiro que minha salvação é a barragem”, conta.

Em 2013, o Esplar - Centro de Pesquisa e Assessoria levou até ela e outros moradores da localidade de Humaitá, em Caridade (95km de Fortaleza), obras que garantiram aos agricultores a chance de armazenar água para a produção rural através do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), desenvolvido pela Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA Brasil). No terreno de Maria Helena foi construída uma barragem subterrânea, obra adequada para terrenos de baixios, córregos e riachos que correm no inverno. Para receber a implementação do P1+2, Maria Helena precisou ter garantida a água para consumo humano.

Dos dez filhos, cinco vivem com Maria Helena. E esses que ficaram se revesam entre escola, roçado e o cuidado com o irmão com necessidades especiais, que pede atenção permanente. E o marido trabalha fora e só volta para a família nos finais de semana.

A agricultora começou a lidar com a terra aos sete anos de idade, seguindo o exemplo da família. Mas teve que parar de cultivar quando começaram a chegar os filhos e só retornou à produção há três anos. Ter plantação, segundo Maria Helena, “é igual a uma riqueza” por não precisar comprar itens que fazem a base na alimentação da família. O próximo passo que Maria Helena pretende dar é transformar sua propriedade num sítio e ter sempre garantido o alimento vindo da terra.

Técnicos do P1+2 visitam implementações em Caridade

Plantação de milho na propriedade de Maria Helena Maria Helena recebe técnicos do P1+2 Fartura na propriedade de Maria Helena. Tudo o que ela plantou está se desenvolvendo.

Palavras-chave: