Google+

Esplar

Temas

Soberania e Segurança Alimentar

Soberania e Segurança Alimentar

A soberania alimentar pode ser entendida como um campo de luta e resistência, ao mesmo tempo também, como um campo de construção de alternativas: é o direito dos povos de decidirem como, o que querem e o que vão produzir e consumir, buscando sempre processos produtivos sustentáveis, livres de agrotóxicos e de transgênicos, considerando ainda a conservação dos bens naturais, a cultura acumulada pela população no que diz respeito à forma de produzir e o respeito mútuo entre todos os envolvidos em ações de soberania e segurança alimentar e nutricional.

O Esplar trabalha o tema quando reafirma sua opção pela agricultura familiar de base agroecológica, reconhecendo seu papel fundamental na produção de alimentos, valorizando os agricultores como principais garantidores da biodiversidade e da segurança alimentar.

Assim, para a entidade, a sustentabilidade da vida humana deve estar no centro das questões, em contraposição à logica do lucro. Nesse sentido, o foco de sua ação em soberania e segurança alimentar e nutricional está em todas as ações desenvolvidas, nas formações juntos aos agricultores, nas formações com professores, no enfrentamento às transnacionais, ao agronegócio, na resistência ao modelo agro negócio e na constituição da soberania alimentar como direito.

É com base nessa perspectiva que o Esplar atua, tanto para fortalecer os movimentos sociais em suas lutas para interferir na construção de políticas públicas que atendam à necessidade de políticas agrícolas e alimentares de governo como um direito universal.

voltar